Low Poo/No Poo - O Que é?

Gente, tudo bem?

Estou escrevendo um post (não, não este, outro post) sobre as mudanças pelas quais meus cabelos estão passando, mas antes de postar, várias pessoas que conheço não entendem nadica de nada do que falarei lá, então, este post (sim, sim, este aqui) serve como referência, ok?


O CÍRCULO VICIOSO: sulfatos/silicones insolúveis
Existem xampus com sulfatos, substâncias detergentes mais fortes e, portanto, mais agressivas aos fios de cabelo. Com as sucessivas lavagens, especialmente em cabelos finos, com tendência a ressecamento, como os cacheados e crespos, esses xampus vão danificando a fibra capilar, retirando não só a sujeira dos cabelos, mas também toda a proteção natural fornecida pelo sebo e pelos óleos produzidos pela nossa pele e pelo couro cabeludo. Por isso temos aquela sensação de "cabelo cantando" após a lavagem: nossa cabeça está limpa até demais!

Pra compensar essa lavagem agressiva, nós precisamos um condicionador, uma máscara de tratamento ou creme de pentear, após o xampu. Esses produtos repõem, portanto, aquilo que foi ralo abaixo com a espuma. Para dar novamente aquela impressão de cabelo brilhoso, sedoso, fácil de desembaraçar, muitos destes produtos contêm silicones, derivados do petróleo (óleo mineral) ou parafina líquida. Estes ingredientes podem, com o tempo, causar acúmulo nos fios e dar aquela impressão de cabelo pesado, opaco e que "se acostumou" com os produtos.

Esse "costume" nada mais seria do que os fios tão saturados e "encapados" pelo acúmulo desses ingredientes que os nutrientes dos tratamentos que aplicamos não conseguem, de fato, penetrar nos fios e fazer efeito.
Quanto mais usamos produtos contendo silicone, óleo mineral ou parafina líquida, mais propenso o cabelo estará a sofrer com o acúmulo dessas substâncias. Para solucionar isso, existem os xampus antiresíduos. Só que eles são ainda mais fortes que os xampus com sulfatos normais.

E a partir daí forma-se um círculo vicioso. O xampu com sulfato danifica os fios. Os danos são disfarçados com o uso de cremes de tratamento contendo silicones e óleo mineral. Quanto mais a gente usa, mais eles se acumulam e grudam nos fios, que "se acostumam" aos produtos. Pra retirar esse acúmulo, usamos um xampu ainda mais forte (o antiresíduos), que, limpando a "maquiagem" feita pelos cremes, deixa à mostra todos os danos que o cabelo sofreu até então. Aí, pra compensar isso, usamos mais cremes com silicones e óleo mineral que...

Não faz sentido estragar uma coisa pra depois remendar, e remendar de forma mal feita, não é mesmo? Se o sulfato resseca nossos fios a esse ponto, então chega de sulfato! Mas se usamos produtos com silicones, óleo mineral e parafina líquida, que se acumulam com facilidade, precisando mais cedo ou mais tarde, ser retirados com sulfato, então chega dessas substâncias também!

MAS, CRIS, O QUE É NO/LOW POO?

O Low Poo e o No Poo são técnicas para cabelos cacheados, crespos e encarapinhados, mas também servem para qualquer tipo de cabelo especialmente seco ou frágil e couros cabeludos sensíveis a tensoativos agressivos.

Minha Meta!!!! *u*

Quem abole totalmente o xampu da rotina capilar pratica o No Poo ("poo" vem de shampoo). As adeptas dessa técnica higienizam o couro e os fios de cabelo com condicionador(nota: condicionadores com silicones solúveis), fazendo a chamada co-wash, ou lavagem com condicionador. Outras pessoas utilizam enxágues com vinagre ou com bicarbonato de sódio ou ainda produtos que sejam específicos para limpeza dos cabelos mas que não são xampus.

Já quem não consegue passar sem xampu, mas reduz drasticamente o número de lavagens com ele e, preferencialmente opta por um xampu sem sulfatos, pratica Low Poo (QUE É O MEU CASO). Tem gente que intercala a lavagem com xampu com co-wash (usa, por exemplo, xampu uma vez na semana e, durante a semana higieniza os cabelos com condicionador). Outras conseguem sustentar o cabelo numa boa durante a semana apenas com uma lavagem com xampu.


APRENDENDO A LER OS RÓTULOS!

Essa é uma das partes a qual ainda não me adaptei completamente, "apanho" muito com os componentes, mas é exatamente isso, são exatamente todos os produtos que contenham os componentes e substâncias "Incompatíveis com as técnicas Low/no poo" e esses produtos acabam sendo inutilizados para quem já aderiu ou quer aderir a técnica.
Começamos analisando a lista de componentes e substâncias que não são permitidos na técnica, e depois comparamos se o produto possui algum desses componentes e se ele tiver sequer 1 componente, ele se torna "proibido".

O que os produtos não podem conter:



  
E O QUE É O CO-WASH?

E o primeiro e grande questionamento da técnica é exatamente "Um condicionador possui propriedades e componentes para limpar o couro cabeludo e os fios?"
A resposta é sim, com algumas grandes ressalvas que vou passar a vocês em forma de conhecimento. Um condicionador possui componentes e ingredientes que têm o potencial para purificar "ligeiramente" o couro cabeludo e os fios.
Dica SUPER importante: Escolha um condicionador barato para o procedimento de co-wash, já que você vai gastar muito condicionador aplicando a técnica.

É totalmente importante que seu cabelo esteja "Encharcado da água no chuveiro" porque iremos depender da água para fazer um processo de ajuda na remoção das impurezas. Depois disso coloque uma quantidade leve de condicionador na palma das mãos e esfregue-a uma na outra. Faça o processo de massagem capilar com as pontas dos dedos no couro cabeludo usando o condicionador e a água para limpar seu couro cabeludo.

Como uma massagem capilar deve ser: você envolve os dedos entre os cabelos e massageia suavemente em movimento circulares, no nosso caso condicionador + água dos fios, até que você sinta o condicionador limpar os fios e o couro cabeludo. Esse procedimento é super importante porque é ele que será o responsável por controlar a oleosidade dos fios e limpá-los. Se necessário reaplique o condicionador até sentir a sensação de fresco no couro cabeludo.

Depois que finalizamos o couro cabeludo está na hora de seguir com comprimentos e pontas. Pegue uma quantidade boa de condicionador e ainda com os cabelos bem encharcados enluve o condicionador por todo comprimento fazendo massagens suaves com as palmas das mãos. Faça desse processo a segunda mais importante, intensificando os resultados de hidratação e emoliência.
Depois de fazer este procedimento, enxágue os cabelos e está pronto o seu co-wash.



CRONOGRAMA CAPILAR: HIDRATAÇÃO, NUTRIÇÃO E RECONSTRUÇÃO (já falei dele aqui)
Sabemos que constantemente nossos cabelos vão perdendo os nutrientes que são responsáveis pela saúde capilar, e isso não significa que somente os processos químicos sejam responsáveis por esses danos, e sim todo processo natural como sol, mar e fatores externos de clima formam os danos acumulados do dia a dia nos cabelos.

É exatamente nesse momento que precisamos repor esses nutrientes perdidos avaliando e analisando o perfil de nossos cabelos, cabelos cacheados possuem um desgaste natural da fibra capilar causada pela falta de oleosidade em todo o comprimento dos fios, enquanto o cabelo liso por possuir uma oleosidade mais homogênea, sofre uma menor agressão no quesito ressecamento.

Neste caso a ordem dos fatores altera o produto. Nunca se faz uma reconstrução capilar de imediato, é preciso primeiro realizar uma Hidratação, depois passar pelo processo de Nutrição e somente depois fazer o processo de Reconstrução.

Etapa de Hidratação
Para casos de ressecamento leve e frizz.
2x por semana
Hidratar com creme de massagem capilar simples.
Dicas: Hidrate os cabelos conforme o tempo indicado no produto, evite passar silicones no cabelo todo, para não sufocar o fio de cabelo, utilize cremes sem enxágue bem levinhos, se puder evite o uso do secador.

Etapa de Nutrição
Para casos de porosidade, volume e ressecamento excessivo.
1x por semana

Etapa de Reconstrução
Para casos de queda do cabelo e quebra.
1x a cada 15 dias



O PERÍODO DE ADAPTAÇÃO

Também é necessário estar consciente de que os resultados não aparecem de um dia para o outro. Muitas meninas relatam passar por um período de adaptação, em que o cabelo fica aparentemente pior do que estava antes. Mas isso passa! É como começar uma reeducação alimentar, em que seu corpo demora uns dias (ou quem sabe até semanas) para se adaptar à nova dieta. Pense o Low Poo e o No Poo como a reeducação alimentar dos seus fios!

Primeiramente temos que entender que a técnica não se torna compatível com pessoas que possuem raiz oleosa ou grande tendência a oleosidade. Muitas pessoas já conseguiram controlar a caspa "Excesso de oleosidade no couro cabeludo" usando as técnicas do low poo e co-wash aonde ambas visão uma limpeza dos couros cabeludos de um modo menos agressivo.

Se atente a necessidade do seu couro cabeludo principalmente. Teste apenas 1 vez a técnica se você tiver tendência a oleosidade e observe os resultados "Procure um condicionador menos hidratante" e dependendo do resultado você coloca-lo numa rotina semanal ou não. Coceira no couro cabeludo, caspa são sinais que o processo com o condicionador aumentou a oleosidade do couro cabeludo e infelizmente a técnica não é para você.

Quem possui cachos secos e raiz normal á seca pode utilizar da técnica somente 1x por semana, alterando sempre um shampoo sem sulfato ou um shampoo sem espuma "No poo" de acordo com a necessidade do seu couro cabeludo.



Desculpem o longo texto, mas se faz necessário para que entendam os próximos   ;)

Beijo, beijo!








________________________________________________________________________
Fonte texto:
https://www.facebook.com/notes/no-low-poo-iniciantes/guia-inicial-tudo-sobre-nolow-poo/181269631997156
Para mais informações, consulte as fontes:
http://ameseucrespo.blogspot.com.br/2012/04/explicando-low-poo-e-no-poo.html?spref=fb
http://ronaldocachos.blogspot.com.br/2012/03/co-wash-um-condicionador-pode-realmente.html
http://ronaldocachos.blogspot.com.br/2012/02/cronograma-de-hidratacao-nutricao-e.html
Pegue sua cola aqui! Listagem de composição:
https://docs.google.com/document/d/1To9XuxyxepheryvCpDS6EMiXVyNX1vx24eQNqBV7h3o/


0 comentários:

Popular Posts